Angola, Brasil, Cabo Verde, Moçambique, Portugal… e Alemanha!

Tendo em sua proposta objetivos claros voltados para a integração intercultural, o projeto “Curumins in Berlin” se destina a todas as crianças, especialmente àquelas conectadas por meio de um elemento especial: o bilinguismo teuto-português.
De forma lúdica, as crianças se familiarizam com a música e a expressão tanto no universo em português quanto no universo em alemão. Com isso, elas passam a se articular melhor em ambos os idiomas e ainda desenvolvem sua concentração, seu raciocínio lógico e sua memória.
O grupo é misto, sendo formado por crianças com histórico de migração. Essa rica formação constitui um estímulo excepcional para o desenvolvimento das habilidades socioculturais, além de ser uma ótima ferramenta de apoio para a interculturalidade.
Esse projeto, idealizado e concebido pela maestro Andréa Huguenin Botelho, tem como base conceitos e metas bem definidos, entre os quais:
  • um repertório adequado à compreensão infantil, em grande parte com canções bilíngues (em alemão e português)
  • aulas de otimização fonética para ambas as línguas
  • educação musical baseada em técnicas vocais de excelência
  • um amplo apoio à identidade intercultural e às competências sociais
Embora as aulas ocorram na Escola Europeia Neues Tor (que oferece alfabetização teuto-portuguesa), ele não se restringe somente às crianças que frequentam essa instituição de ensino.
A palavra “Curumim” vem do Tupi-Guarani – uma língua indígena do Brasil – e significa “criança”. O logotipo do coral combina elementos da origem de sua idealizadora, Andréa Huguenin Botelho, a outros princípios e ideias do conceito. Confira como a marca surgiu aqui. Logo Curumins in Berlin
curumins top bar lines